terça-feira, setembro 19, 2006

Qual é a postura ideal?

Na evolução da escala animal o homem assumiu a postura ereta, tomando uma postura antigravitacional. Esta postura ereta obrigou-o a fazer força para vencer a força da gravidade desenvolvendo uma coluna composta por curvas, afim de adaptar-se aos constantes impactos e tensões, associados há potentes músculos, nas costas, divididos em várias camadas. Ao analisarmos o homem em postura ereta, sobre os dois pés, observamos o equilíbrio gravitacional passando pela coluna vertebral. Esta postura adquirida no espaço corresponde a um eixo do equilíbrio para que não haja quedas ao solo, desta forma cada movimento que realizamos necessita da coluna e dos músculos ações constantes de equilíbrio.Atualmente sabe-se que a postura resulta de um sistema de vários fatores (externos e internos) e que negligenciar qualquer um desses seria um grave erro, preconizasse também que o homem mantém-se em equilíbrio quando as oscilações de sua linha de gravidade ocorrem dentro do polígono de sustentação.
Com o passar dos anos, vamos submetendo a nossa coluna a uma série de posturas inadequadas, impactos e esforços feitos sem nenhum cuidado. Saiba que os males da coluna são perfeitamente evitáveis, basta se conscientizar de como preservá-la adequadamente.Muitas pessoas não conhecem o próprio corpo, como ele funciona (bem ou mal), nem como manter a saúde geral do organismo.Gestos como andar, sentar e até mesmo dirigir o carro podem representar a diferença de uma coluna saudável ou não. Muitos danos podem ocorrer se você insistir numa postura errada. Quanto antes forem corrigidos e trabalhados, mais fácil fica eliminar os vícios posturais.Os exercícios físicos, sem dúvida, contribuem muito para evitar lesões e também corrigir problemas já detectados, pois músculos fortes, treinados e com boa flexibilidade protegem a coluna, diminuindo o risco de lesões.As pessoas que tem problemas de coluna necessitam de um trabalho de musculação para fortalecer os músculos que estão relaxados ou flácidos, e de muito alongamento para relaxar os músculos tensos, além de proporcionar maior flexibilidade, evitando lesões em quedas e movimentos bruscos como, por exemplo, estiramento e distensão muscular.

Alerta aos pais!

A maior parte das alterações posturais começam na infância, mas não são motivo de grande atenção entre boa parte dos pais, diretores de colégio, médicos e fisioterapeutas. A dor nas costas, antes restrita a população adulta, é hoje um problema freqüente em crianças, adolescentes e jovens. O grau de sedentarismo entre crianças e adolescentes tem aumentado demasiadamente. Aliados ao sedentarismo as questões como os colchões e travesseiros, calçados inadequados, o peso excessivo das mochilas e o mobiliário inadequado (cadeiras e mesas impróprias) são os principais causadores dos vícios posturais. Eles podem ser gerados em uma sala de aula, em casa, no trajeto para a escola ou até mesmo dormindo. Por estas razões que fazem desta questão objeto de interesse aos Srs. Pais. Estas dicas correspondem a uma pequena contribuição da fisioterapia como forma profilática de lesões em casas e nas escolas. Isto é apenas um começo, uma forma de apontar um caminho para um trabalho necessário com ênfase na prevenção ou no tratamento.
Casa
É na nossa própria casa que geralmente passa desapercebido algumas pistas importantes na investigação da má postura de nossos filhos, ou quando a reparamos não ligamos ao fato de que pode ser um indicio de um desconforto postural. Algumas atitudes posturais como sentar-se colocando um pé sobre a cadeira, escorregando para frente na cadeira, sentar com uma perna dobrada e de pé ficar apoiado em somente um pé constantemente, são pistas de importante relevância fisioterápica. Determinados entretenimentos infantis também são facilitadores de uma má postura, e não somente algum esporte como a natação será o suficiente para que no futuro esta não venha apresentar alguma alteração postural. Embora os esportes sejam de grande valia, caso a criança tenha alguma alteração postural ela tenderá a sobrecarregar as curvaturas, que já alteradas irão sobrecarregar também alguns músculos e aliviando outros, o que o normal seria utilizar ambos de forma igual. Não sugiro que as crianças deixem de se divertir com os jogos eletrônicos ou computadores, mas sugiro que os pais observem as posturas e não permitam que fiquem horas afim diante deste tipo de entretenimento sem fazer algum tipo de alongamento específico. Caso persistirem estas posturas procure um médico ou um Fisioterapeuta especializado em Reeducação Postural Global.
Escola
Durante anos é observado por parte dos pais, diretores de escolas, médicos, fonoaudiólogos e psicólogos uma grande preocupação quanto a possíveis distúrbios dos alunos e ao quanto estes prejudicam seu aprendizado na escola, porém não só estes distúrbios podem prejudicar o aprendizado de seu filho. Através de várias pesquisas realizadas ao longo dos últimos anos, constatou-se um crescente número de crianças com dores musculares e até mesmo articulares conseqüentes da má postura, alteração postural ou de uma escoliose.

Referências bibliográficas recomendadas

Anatomia Palpatória - Lília Junqueira

Biomecânica Básica - Susan J. Hall

Fisioterapia Articular - A. L. Kapandji

Diagnóstico Clínico Postural - Angela Santos

Trilhos Anatômicaos - Thomas W. Myers

Atlas de Anatomia Humana - W. Platzer

As Escolioses - Philippe Souchard

Anatomia Funcional da Coluna Vertebral - Oliver Middleditch

Fisioterapia Geriátrica - Rebelatto

Manual Fotográfico de Tetes Ortopédicos e Neurológicos - Cipriano

Links

www.sbrpg.com.br

www.escoliose.fst.br

www.doresnascostas.com.br

www.vanet.com.br

www.avaliacaofisica.com.br

www.colunasaudavel.com.br

www.portaldacoluna.com.br

www.orientacoesmedicas.com.br

www.rbo.org.br

www.medicinal.com.br

www.saudevidaonline.com.br

www.cirurgiadacoluna.com.br

www.fibromialgia.com.br

www.terapiamanual.com.br

segunda-feira, setembro 18, 2006

Por que devo me preocupar com a postura?

Ter uma boa postura não significa apenas saúde, significa também auto-estima elevada, elegância, auto-confiança e etc. Não é raro depararmos com alguém conhecido que esteja passando por algum tipo de problema sério, e o mesmo encontra-se com os ombros "curvados", cabisbaixo, olhar voltado para baixo e com coluna "corcunda". Essa alteração pode ter origem emocional ou patológica. Nos casos emocionais (perda de emprego, perda de um ente querido, dificuldade financeira, entre outros) o tratamento psicoterapêutico é imprescindível dependendo da precocidade da abordagem o tratamento apresenta resultados satisfatórios e muitas vezes não precisando do auxílio de outro profissional. Já nos casos patológicos (Hipercifose, Hérnia de disco, Espondilolistese, Espondiloartrose, entre outros) é necessária intervenção especializada para o tratamento das doenças que afetam o eixo do nosso corpo e que por consequência afeta a postura.
É por isso que devemos sim nos preocupar com a nossa postura. Ter boa postura não é ter o "nariz em pé", não é coisa de gente rica apenas, e sim uma orientação que deveríamos ter desde a nossa infância. É muito comum flagrarmos as crianças sentando de qualquer maneira pra fazer as refeições, para usar o computador e para estudar. Se essas crinças tivessem as orientações adequadas cresceriam com a postura correta, tornariam-se adultos com a coluna vertebral saudável e fariam parte da assustadora porcentagem da população que sofre de dores na coluna.

segunda-feira, junho 26, 2006

O que é melhor? Puxar ou empurrar um objeto pesado?


A capacidade que um indivíduo possui para empurrar e puxar objetos depende do corpo, da postura sentada, da estabilidade dos pés e da habilidade em transferir energia do corpo para a carga. Durante estas atividades, pressões são exercidas sobre a coluna através de eixos de força de impulsão e de empuxo. No ato de puxar, essas forças dirigem-se no sentido de compressão dos discos intervertebrais, já no ato empurrar acontece o contrário. Portanto é melhor empurrar do que puxar um objeto pesado. Sua coluna agradece.

domingo, junho 25, 2006

Dicas e cuidados que você deve tomar com a postura.

I- Esteja consciente da sua postura o tempo todo;
II- Ao caminhar ou sentar, corrija qualquer curvatura das costas;
III- Ao ficar de pé, distribua o peso em ambas as pernas;
IV Ao levantar qualquer peso, fique de cócoras, flexionando os joelhos, pegue o objeto e levante com a coluna reta, mantendo o objeto próximo ao corpo;
V- Durma de lado usando um travesseiro que mantenha o pescoço alinhado com a coluna e outro travesseiro entre os joelhos (que devem estar flexionados);
VI- No trabalho, sente numa cadeira de altura regulável que permita que você apóie os dois pés no chão;
VII- Encoste sempre as costas no encosto da cadeira;
VIII- Cuidado ao carregar a sua bolsa! Distribua sempre o peso, preferindo as mochilas;
IX- Não leia na cama, pois você acabará assumindo uma postura inadequada;
X- A má postura ao andar é a causa de muitas dores. Procure andar o mais ereto possível, sempre, olhando acima da linha do horizonte;
XI- No trabalho, evite colocar objetos pesados ou documentos em gavetas que estejam muito próximas ao chão;
XII- Evita a torção do tronco e/ou pescoço ao atender chamadas telefônicas;
XIII- Procure manter a postura ereta ao esfregar o chão, passar e torcer roupa, bater bolo, colocar objetos no alto de armários, estender a roupa no varal, seguras panelas pelo cabo etc;
XIV- Ao apanhar e conduzir objetos pesados, evite sempre dobrar o corpo. Dobre os joelhos, abaixe-se lentamente mantendo o tronco ereto e apanhe o objeto. Levante-se lentamente mantendo o tronco ereto e conserve o objeto junto ao corpo;
XV- Escolha o colchão semi-rigído ou colchão de espuma. É o mais indicado para a coluna, uma vez que distribui uniformemente o peso do corpo. Evite o colchão rigído ou "ortopédico" e o colchão mole ou com molas gastas, pois ambos ocasiona torção da coluna;
XI- Evite dobrar o corpo para vestir calças ou calçar sapatos. Procure uma posição confortável, sentando-se em uma cadeira ou na beira da cama;
XII- Durma de lado, com um travesseiro na cabeça alto suficiente para contornar os ombros e um travesseiro entre as pernas, evitando que uma perna pressione a outra;
XIII- Ajuste a distância entre os seus olhos e o monitor do computador. Isto ajuda a melhorar a postura de sentar;
XIX- Em qualquer situação, procure sentar-se sempre alinhado com o eixo da cadeira. Evite sentar-se torto. A cadeira ideal tem encosto reto, de forma a apoiar a região média da coluna, com abertura para as nádegas. As coxas devem estar apoiadas suavemente em todo o assento com os joelhos em 90º e os pés apoiados no chão. Não use cadeiras reclináveis.
VEJA MAIS ALGUNS EXEMPLOS COM ILUSTRAÇÕES
Em pé, qual o modo correto de elevar pesos, colocar ou retirar objetos de lugares altos?
Se você elevar um peso acima da cabeça, estará agredindo tanto a cervical quanto a lombar. Para não prejudicar sua coluna, apóie o objeto pesado no seu corpo e suba em uma escada ou banquinho para depositá-lo adequadamente.Quando tivermos que realizar atividades com os braços elevados, como os professores ao escrever no quadro negro, mantenha-os na altura do ombro ou no máximo até a altura da cabeça. Se necessário, utilize uma escada, banco ou estrado. Também é recomendável não se curvar, por exemplo, para corrigir a lição do aluno, ou em situações similares.
Qual a melhor forma de proteger a coluna ao se trabalhar em pé?
Em profissões em que é necessário trabalhar de pé, como dentistas, balconistas e outras, deve-se usar um banco alto de apoio, tendo o cuidado de colocar os pés no chão e evitar de curvar a coluna.
Ao realizar atividades domésticas, trabalhos sobre mesa ou balcão?
Evite trabalhar com o tronco totalmente inclinado. Se você trabalha em frente a uma bancada, ou se estiver passando roupa, certifique-se de que a mesa tem altura suficiente para que você não precise se inclinar. Se for necessário ficar muito tempo em pé, aconselha-se utilizar um pequeno suporte (mais ou menos do tamanho de um tijolo) para colocar alternadamente sob os pés. Em frente à pia do banheiro e ao fazer a cama, dobre os joelhos. Ao varrer ou aspirar pó ou em movimentos semelhantes, evite “torcer” a coluna.

Como proteger a coluna ao trabalhar agachado, no jardim, por exemplo?
Ao trabalhar agachado, flexione os joelhos e mantenha as costas retas. Se for possível, apóie uma das mãos em um dos joelhos. Ou então, ajoelhe-se sobre uma das pernas e apóie o tronco sobre a coxa, alternando entre uma perna e outra; ou ainda, use um pequeno banco para sentar.
Como carregar mochilas, compras, malas e outros objetos pesados?
Mochilas devem ser presas às costas e não penduradas em um só ombro. As compras devem ser divididas entre as duas mãos. Malas e outros objetos pesados devem ser levados em um carrinho, que deve ser empurrado e não puxado.
Como caminhar?
Ao caminhar, olhe para a frente, mantendo o abdômen contraído. O tipo de sapato ideal para o dia-a-dia deve ser fechado atrás para dar estabilidade às passadas, ter o salto de base larga e leve, com altura de no máximo 4 centímetros, e de preferência, com amortecimento.
Para caminhadas, utilize um tênis adequado.
Como sentar adequadamente?
A cadeira ideal tem encosto reto, de forma a apoiar a região média da coluna, com abertura para as nádegas. As coxas devem estar apoiadas suavemente em todo o assento com os joelhos em 90º e os pés apoiados no chão. Não use cadeiras reclináveis.
Como sentar-se no trabalho?
No trabalho, em frente a uma mesa ou digitando no computador, permaneça com as pernas debaixo da mesa; coloque o computador a uma altura adequada e fique com os braços junto ao corpo. Utilize um suporte para que o texto fique na altura dos olhos e em frente.Como a altura da mesa nem sempre é adequada, deve-se elevar o que está se fazendo de modo a não curvar muito a cervical e a dorsal. Estando sentado, nunca gire para pegar um objeto às costas. E atenção: não apóie o telefone entre a orelha e o ombro pois isto força a coluna cervical.
Como dormir?
Para dormir, a posição ideal é a de barriga para cima e, alternativamente, a de lado. Evite dormir de bruços, pois o pescoço fica torcido e há sobrecarga da lombar. De lado, o ideal é dormir com uma perna sobre a outra, ambas semiflexionadas. Muitas vezes, não conseguimos manter um joelho sobre o outro, e encostamos o joelho que está em cima no colchão, o que causa uma torção. Neste caso, recomenda-se utilizar um pequeno travesseiro embaixo do joelho.Evite colchões macios, que não dão sustentação, e colchões muito duros, pois os ombros e o quadril ficarão mal acomodados. Para ver qual o colchão ideal, consulte as tabelas de densidade de espuma, que relacionam o peso e a altura da pessoa.
Qual a melhor postura para ler?
A leitura deve ser feita na frente de uma mesa com um apoio para o livro. Deficiências visuais (você precisa de óculos?) devem ser corrigidas para evitar posturas (do pescoço) inadequadas.
Como proteger a coluna ao assistir TV e relaxar em casa?
Não assista TV na cama, mas sentado adequadamente. Algumas pessoas cochilam enquanto assistem TV e a cabeça pende, ficando numa posição que leva à dor e à contratura muscular. Para evitar, deve-se manter sempre a cabeça apoiada. Não deite de lado, com a cabeça apoiada no braço do sofá. Não sente no chão, pois não há altura para as pernas.
E ao dirigir?
Use os espelhos retrovisores para não torcer o pescoço. Regule o banco de modo a acomodar a coluna o mais próximo da posição vertical; a distância dos pedais não deve ser muito grande, para que você não precise se estivar, o que também afeta a postura.
Como levantar corretamente da cama?
Quando você acorda, sua coluna está em relativo repouso. Assim, procure levantar calmamente, para n ão agredi-la. Sem levantar a cabeça, fique deitado de lado, dobre as pernas e impulsione o corpo com a mão, ao mesmo tempo que coloca as pernas para fora da cama.
Estando em pé, qual a melhor maneira de levantar e carregar pesos?
Ao erguer um peso, abaixe-se, flexionando os joelhos até em baixo sem curvar a coluna. Se o objeto for volumoso e pesado, carregue-o junto ao tronco. Se possível, coloque o objeto em um carrinho e empurre-o ao invés de carregá-lo.


quarta-feira, junho 21, 2006

Como tratar as doenças que afetam a coluna vertebral e consequentemente a postura?


Hoje em dia, existem métodos e técnicas variadas para se tratar as Espondilopatias, ou seja, dores e/ou deformidades na coluna vertebral. Abordaremos a seguir um método relativamente novo, porém revolucionário e que os resultados obtidos falam por si próprio.
RPG - O que é?
A Reeducação Postural Global (RPG) foi criada pelo francês Phillip Emmanuel Souchard em 1980 e é um método para corrigir postura, eliminando a dor resultante da má postura ou limitação de movimento. Vamos entender um pouco sobre como funcionandoo nosso corpo. Ele apresenta dois tipos de músculos: os dinâmicos e estáticos. Sabe-se que 2/3 (dois terços) do corpo é formado por músculos estáticos que é a musculatura que sustenta o corpo por longas numa posição fixa. Ela é responsável pela maioria das lesões articulares e musculares. O corpo humano também possui um mecanismo de defesa inconsciente que é exclusiva de cada pessoa. Ele é acionado toda vez que sentimos dor, tentando inibila a qualquer custo.
O principal sistema acionado no mecanismo de defesa é o neuro-muscular. Começam a ocorrer alterações posturais para fugir da dor, que pioram com a força da gravidade, pois o centro de gravidade do corpo foi alterado. Com o tempo o mecanismo de defesa começa a falhar e as dores começam a aparecer, impedindo movimento normal da região comprometida, sobrecarregando as não acometidas. Às vezes é difícil para o paciente dizer onde se localiza a dor devido a um grande númerode lesões.
A RPG consegue frear e reverter este quadro. É possível liberar estruturas presas e promover um ajustamento articular onde antes não era possível eliminando a dor. Por ser adaptado a cada paciente e tratar todo corpo de uma só vez, buscando sempre a cuasa do sintoma, ele é um método de resultados rápidos e duradouros, geralmente em até quatro sessões, sendo uma por semana ocorre uma grande melhora ou até ausência total da dor.
As indicações são várias, porém as mais comuns são: artrose, bursite, tendinite, hérnia de disco, escoliose, hipercifose, retificaçoes vertebrais, alguns pacientes neurológicos e etc. Alguns sintomas que a RPG trata são as dormências ou formigamento dos braços e pernas, dor de cabeça posterior, dificuldade respiratória, algumas tonteiras e vertigens e limitações de movimentos. As contra-indicaçoes são poucas, pois para a prática de RPG basta o paciente entender o movimento solicitado durante a consulta.

Ioga
Equilibrar a energia do corpo com a energia da mente é uma filosofia oriental que têm conquistado cada vez mais adeptos ocidentais. Afinal, também é preciso, aprender a relaxar num mundo globalizado.
Ficar horas em frente ao computador, pendurado ao telefone e sempre correndo para cumprir os prazos da vida pessoal e profissional gera conflito e cansaço: stress, problemas de postura, dores de cabeça, lesões por movimentos repetitivos (LER) e etc. No combate à estas patologias modernas a Ioga, e outros métodos como a meditação e a hipnose estão apresentando resultados.
Estudos que começam a ser feitos nos Estados Unidos estão mostrando que pessoas que sofrem de dores crônicas apresentam melhoras e necessitam de menos remédios analgésicos à medida que praticam com regularidade e freqüência atividades como Ioga, alongamento, RPG e meditação. Por liberarem endorfinas, todas elas são um interessante complemento aos tratamentos médicos.
Além desses benefícios acima citados, a Ioga proporciona muitos outros que podem ser logo notados no dia-a-dia, como a melhora da postura, mudança na sua maneira de andar, sentar e até atender ao telefone. As posturas praticadas alinham as vértebras, fortalecem os músculos do tronco, braços e pernas e desenvolvem o equilíbrio. A concentração também aumenta, pois passamos a observar o que acontece á nossa volta de uma maneira mais atenta e inconsciente. Sua mente fica mais alerta.
Muitas pessoas não se sentem encorajadas a fazer aulas por não se acharem coordenadas o suficiente. Bem, a primeira vez é sempre a mais difícil, depois os benefícios podem acabar lhe convencendo de que esta á uma maneira de relaxar, se exercitar e encontrar um equilíbrio para enfrentar a rotina.

Principais doenças que podem afetar a postura.

DOR LOMBAR
FAMOSA LOMBALGIA
Lombalgia significa dor nas costas, e não é um diagnóstico, apenas um sintoma que pode ou não estar relacionado com alguma doença. Lombalgia aguda é aquela presente por menos de 4 a 6 semanas, consistindo de um problema médico comum, na maioria dos casos apenas uma crise de dor em uma pessoa que pode ser considerada sadia. Menos de 1% das pessoas que apresentam lombalgia aguda tem uma doença grave, como um tumor ou infecção. A fonte de dor pode estar nas articulações, discos, vértebras, músculos ou ligamentos, que podem sofrer irritação ou inflamações. A causa precisa da lombalgia aguda pode ser identificada em 20% dos casos. Um traumatismo específico ou uma atividade estenuante podem provocar dor, entretanto, 80% das vezes a causa não é óbvia. Também é bastante reconhecido que a dor pode ser muito influenciada por estresses psicológicos, depressão, e outros fatores não orgânicos.

7 Sinais de Alerta na Dor Lombar

Se você responder sim a qualquer uma destas questões, você deve procurar um especialista em coluna

1. A dor está se irradiando para a perna?
Se, além disso, a dor é persistente e severa, é sinal de que algo está comprimindo uma raiz nervosa que emerge na coluna e distribui-se na perna.

2. A dor na perna piora se você tentar erguer o joelho até o tórax ou girar a cintura?
Se isso acontece, há uma boa chance de você ter uma
hérnia de disco.

3. Você teve dor forte nas costas após uma queda ou traumatismo recente?
Uma queda pode lesionar sua coluna. As chances de lesão aumentam se você sofrer de
osteoporose.

4. Você teve dor significativa nas costas com duração maior que 3 semanas?
Muitas vezes a dor desaparece com tratamentos simples, entretanto, se a dor persistir, você deve procurar um especialista em coluna.

5. A dor nas costas piora quando você se deita ou lhe faz acordar durante a noite?
Isto pode ser sinal de uma infecção ou outro problema, principalmente se, além disso, você tiver febre.

6. Você está com problemas para urinar ou evacuar que já duram algum tempo?
Esse tipo de problema pode ter várias causas, mas algumas doenças da coluna podem provocar estas sintomas.

7. Você tem dormências ou fraqueza nas pernas quando caminha?
Isso pode ser causado por um estreitamento do canal onde passam os nervos. Isso chama-se
estenose espinhal.

Você pode fazer algumas coisas para manter suas costas sadias:
- deixe de fumar
- mantenha-se em um peso adequado
- exercite-se pelo menos 3 vezes por semana.

HÉRNIA DE DISCO

Lesão que afeta o disco cervical entre as vértebras, a hérnia de disco é mais comum do que podemos imaginar. Entre as lesões mais frequentes estão as que ocorrem entre a quarta e quinta vértebra lombar; e a quinta lombar e primeira sacral. A hérnia de disco pode ser aguda ou crônica e são conseqüências de um esforço físico excessivo em flexão, rotação e carga.

O que é hérnia de disco?
Para definir hérnia de disco é importante lembrar que a coluna é formada por vértebras, discos intervertebrais, nervos, músculos, medula e ligamentos. É nesse conjunto que ocorre a maior parte das disfunções que causam dor nas costas. A musculatura das costas é ajuda a estabilizar a coluna, permitindo ao homem ficar em pé. Os músculos abdominais também são especialmente importantes porque eles atuam em coordenação com os músculos das costas para a manutenção da postura em pé, e como estabilizadores dos movimentos dos membros, nas atividades funcionais do homem.A hérnia de disco ocorre quando parte — ou até mesmo o disco inteiro — “escorrega” para trás ou para o lado. O disco é composto por um núcleo, que chamamos de núcleo pulposo, e por um anel redondo: o anel fibroso. Tanto o núcleo quanto o anel podem escorregar, causando uma pequena hérnia, denominada protusão ou uma hérnia maior, quando afeta essas duas composições. Embora tenhamos discos entre todas as vértebras — cervical, dorsal ou lombar —, a hérnia mais comum é a da região lombar. O que ocorre com o disco, quando a pessoa tem hérnia, é semelhante a essas balas que, quando a gente morde, sai uma espécie de gel. No caso do disco, que é formado por um núcleo pulposo e um anel de cartilagem, se o anel se rompe, deixa escapar esse tipo de gel que entra no canal da coluna e comprime os nervos, provocando a dor.

A dor é o principal sintoma?
É o principal sintoma, principalmente a chamada dor ciática, que atinge as costas, as nádegas e pode ir até o pé. Outros sintomas são dormência, formigamento e fraqueza. Às vezes, quando o caso é mais grave, a pessoa tem dificuldade para andar – se ficar na ponta do pé, por exemplo, pode perder o equilíbrio. Muitas vezes a pessoa fica em pé mas fica torta, para abrir espaço na coluna, aliviar a compressão da hérnia e a dor.

Qual a causa da hérnia de disco?
A hérnia de disco surge muitas vezes quando a pessoa carrega peso de forma errada – com isso aumenta a pressão e o disco se rompe. Ou então quando a pessoa enfrenta muita oscilação – no caso dos caminhoneiros, por exemplo, que estão sempre dirigindo. Há também casos em que a pessoa já nasce com defeito no colágeno. A dona-de-casa, por exemplo, pode ter o problema, se carregar peso de forma errada: tirar uma cama do lugar, levantar um botijão de gás. Por isso, é muito importante manter a postura correta ao carregar peso.

E qual é a postura correta para evitar hérnia de disco?
A postura correta é aquela do halterofilista. Primeiro é preciso dobrar o joelho e o quadril, como se a pessoa ficasse de cócoras. Depois trazer o peso para cima do joelho, e aí sim levantar. É importante usar bem a planta dos pés e o movimento das pernas e não transferir o peso para a coluna vertebral. A postura é importante em todas as situações – para quem faz musculação também. Ou mesmo em caminhadas – todo último domingo do mês, nós realizamos uma caminhada no Parque Trianon, justamente para que as pessoas atentem para a postura correta, para a caminhada com segurança.

O tratamento da hérnia passa, necessariamente, pela cirurgia?
Não. Mais de 90% das pessoas melhoram sem operação. A maioria é tratada com medicamentos, repouso nas crises, orientação postural, fisioterapia e alongamento muscular. A pessoa também pode utilizar uma cinta, que ajuda a imobilizar e dá conforto, ou recorrer à acupuntura. Entretanto, quando esses tratamentos se mostram ineficazes, o paciente tem que fazer a cirurgia. Algumas pessoas podem até se curar sem nada, mas esse processo pode durar muito tempo.

Como é a cirurgia?
Os métodos cirúrgicos evoluíram muito e procedimentos minimamente invasivos apresentam bons resultados. Há equipamentos muito modernos, como microcóspios e até navegadores computadorizados que dão o local exato da intervenção, com o mínimo de riscos para a pessoa. A cirurgia é simples e em 2 ou 3 dias a pessoa já está andando novamente.

Como prevenir a ocorrência de hérnia de disco?
Como já falamos, o mais importante é prestar atenção à postura e não carregar peso de maneira errada. Além disso, as atividades físicas de baixo impacto — alongamento e fortalecimento da musculatura, tanto abdominal, quanto posterior da coluna — são as mais indicadas. São atividades estabilizam a coluna e reduzem a força para frente ou para trás. Ressalto, ainda, a hidroginástica, caminhadas, esteiras com velocidade lenta, exercícios localizados com pouco peso e alongamentos.

A prática esportiva diária pode causar hérnia de disco?
O exercício em si não provoca a hérnia de disco, a não ser que a pessoa faça movimentos repetitivos de forma errada, com a postura errada. É importante antes de começar o exercício fazer alongamento e um aquecimento, tomando depois os cuidados para não sobrecarregar a coluna.

Salto alto prejudica a coluna e pode provocar hérnia de disco?
O salto alto pode provocar dor nas costas. O salto com mais de 3 cm não é recomendado porque aumenta a lordose e provoca dor. Mas o salto alto não é um fator que provoca a hérnia de disco.

Dores no calcanhar e nas costas indicam hérnia de disco?
Dores no calcanhar e nas costas não indicam que a pessoa tem hérnia de disco. Pode ser outro tipo de problema: artrose, por exemplo, ou o chamado esporão, quando a dor é no calcanhar. Se a dor persistir, o melhor é consultar um ortopedista para saber exatamente qual é a causa.
É possível tratar hérnia de disco sem remédios e cirurgia?
Possível é, uma vez que a cura pode vir sozinha. Só que demora muito, pode demorar mais de três meses, deixando a pessoa em situação de sofrimento sem necessidade. Independente dos remédios ou cirurgia é importante a pessoa fazer alongamento, fisioterapia ou acupuntura.

Qual é a postura correta e as formas de evitar a hérnia de disco?
A principal, para evitar a hérnia, é não carregar peso de forma errada. É preciso sempre dobrar os joelhos e o quadril e levantar o peso utilizando bem os pés e as pernas, sem sobrecarregar a coluna.

Como é a cirurgia e o pós-operatório de hérnia de disco?
Há vários tipos de cirurgia. Quando a hérnia está no início, uma cirurgia de mínima invasão resolve o problema, uma vez que tira a pressão. Quando há uma instabilidade, um jogo na coluna, pode exigir a fixação do disco. E se o caso for mais grave, há o recurso da prótese, ou seja, de um disco artificial. O pós-operatório em geral não traz problemas e a recuperação é rápida.
O idoso é mais propenso a ter hérnia de disco?O idoso na verdade é mais propenso a ter o que chamamos de estenose de canal – é um problema que dá na parte de trás da coluna, provocando uma compressão de trás para frente. É o chamado bico de papagaio. Ao envelhecer, a pessoa perde altura e o jogo das vértebras aumenta, muitas vezes comprimindo o nervo. O bico de papagaio é quase que um novo osso, uma formação que tenta aumentar a estabilidade da vértebra, mas que também comprime o nervo e provoca a dor. Nesses casos, a não ser que a pessoa idosa esteja muito debilitada, a cirurgia também é eficaz.
ESCOLIOSE
O QUE É ESCOLIOSE?
Para entender o que é escoliose, devemos saber que a coluna vertebral, vista por trás, deve ser "reta". Qualquer desvio para os lados pode configurar uma "escoliose". Mas, preste atenção. Um desvio lateral mínimo, causado, por exemplo, por maus hábitos posturais, deve ser caracterizado como uma atitude escoliótica.
Por outro lado, a escoliose é uma DOENÇA e deve ser tratada como tal. Antigamente, acreditava-se que a escoliose era somente um desvio lateral da coluna, chamada pelos leigos de "coluna torta". Atualmente, a definição correta é a de que a escoliose, doença, é um desvio tridimensional da coluna vertebral, ou seja, a coluna desvia-se nos três planos do espaço. Assim, a coluna realmente se torce, não somente para os lados, mas também para frente/trás e em volta de seu próprio eixo.
Resumindo, ATITUDES ESCOLIÓTICAS são desvios da coluna - em geral somente para os lados - que, com bastante freqüência, podem ser reduzidos totalmente, ou seja, testes de flexibilidade mostram que a coluna é flexível a ponto de retornar sua forma fisiológica. Têm causas que variam de um mau hábito postural a um desequilíbrio momentâneo de crescimento dos membros inferiores, por exemplo.
Por outro lado, ESCOLIOSES EVOLUTIVAS ESTRUTURAIS são aquelas que, em geral, vão evoluir, com alterações nos três planos do espaço e que devemos tentar brecar sua evolução o mais rápido possível. Testes de flexibilidade indicam que a coluna vertebral, neste caso, não pode mais ser reduzida à sua condição fisiológica.
HIPERCIFOSE
Hipercifose é aumento da curvatura da região dorsal, ou seja, é o aumento da convexidade posterior no plano sagital, podendo ser flexível ou irredutível. Podemos classificá-la como sendo postural, Scheuermann (osteocondrose espinhal), congênita, traumática , metabólica, inflamatória - mal de Pott (TBC), tumoral e outras.O aumento da curvatura cifótica promove alterações anatômicas ocasionando o dorso curvo, gibosidade posterior, encurtamento vertebral e pode ocorrer déficit respiratório, por reduzir a capacidade de sustentação da coluna vertebral e também a diminuição da expansibilidade torácica.A cintura escapular torna-se projetada à frente, com deslocamento das escápulas para baixo e para frente. A musculatura peitoral torna-se hipertônica e a dorsal hipotônica. A cabeça é projetada à frente da linha de gravidade, ocasionando uma hiperlordose cervical.Toda hipercifose, de um modo geral, tem sua lordose compensadora, cervical e lombar, para dessa forma poder manter a sustentação do corpo mesmo que descompensada.A cifose postural é muito comum na adolescência, tanto nos meninos como nas meninas. Estes adquirem maus hábitos no sentar, andando, estudando e até mesmo em pé. No adulto, em mulheres idosas, a cifose pode aparecer devido a osteoporose, cujas vértebras em conseqüência de uma rarefação ósseas, ficam fracas ou em forma de cunha.Também localizamos a cifose na adolescência em meninos altos, como forma de inibir-esconder sua estatura, para não se destacar perante os colegas de mesma idade. As meninas com mamas muito grandes também adotam uma postura cifótica com o objetivo de escondê-las. No entanto, se estes adolescentes não receberem uma orientação a tempo e adequada, a cifose que inicialmente é postural, pode tornar-se estrutural.O tratamento para cifose postural apresenta bons resultados quando ainda não temos deformidades estruturais nos corpos vertebrais e o mesmo deve ser realizado ainda na fase de crescimento da criança.A cifose pode localizar-se na região dorsal, dorso-torácica e toracolombar. Neste último caso, encontraremos uma retificação da lordose lombar, contribuindo para a redução da mobilidade desta região.
HIPERLORDOSE
Hiperlordose é aumento da curva na região cervical ou na região lombar, ou seja, acentuação da concavidade cervical e/ou lombar no plano sagital. A hiperlordose lombar está associada a uma anteversão da pelve (báscula pélvica anterior) que não deve exceder a 20º, pois angulações maiores que esta, já estará caracterizando uma acentuação da lordose lombar e consequentemente um realinhamento de todas as outras curvas da coluna para uma compensação. Estudos comprovam que a anteversão da pelve está associada a um desequilíbrio dos músculos abdominais e glúteos, que estão enfraquecidos e na musculatura lombar que se apresentará encurtada.Já a retificação da lordose lombar, está associada a retroversão da pelve, originando uma costa plana, com diminuição da mobilidade.A hiperlordose cervical é caracterizada pela proeminência da cabeça associada a hipercifose, caracterizando um pescoço mais alongado à frente. A retificação da lordose cervical caracteriza-se pela diminuição da lordose e consequentemente um pescoço reto, com diminuição da mobilidade cervical.A hiperlordose lombar é mais encontrada em mulheres devido aos saltos altos, ginástica olímpica e a própria postura feminina.
RETIFICAÇÕES OU COSTAS PLANAS
Costa plana é um desequilíbrio que se caracteriza pela retificação das curvasfisiológicas, ou seja, diminuição das angulações das lordoses lombar e cervical e das cifoses dorsal e sacral. Diante deste desequilíbrio, as curvaturas responsáveis pela dissipação das forças proveniente da ação da gravidade são diminuídas, e consequentemente ocorrerá em determinados pontos da coluna, uma maior incidência de sobrecarga, ocasionando dores, perda da mobilidade e um desequilíbrio postural geral como forma de compensação. Com a retificação das curvas surge o dorso achatado com tendência a se tornar rígido e dores dorsais refratárias.Para este desequilíbrio, necessitamos readquirir a mobilidade, promover alívio das dores, e aumento das curvas fisiológicas.
ESPONDILOLISTESE

A espondilolistese significa o escorregamento/deslocamento da vértebra para fora do eixo da coluna vertebral. A vértebra do meio se desloca para frente (mais comum) ou para trás em relação a vértebra superior e inferior. O canal medular começa a ficar progressivamente mais estreito e há sempre o grave risco de compressão da medula. Existem basicamente três causas:
Falha congênita;
Amolecimento inflamatório de um ligamento da vértebra;
Instabilidade por traumas.

PROTUSÃO DISCAL

A protusão discal ocorre quando o anel fibroso ou pequena parte do núcleo pulposo, do disco intervertebral, estrapola da rede que envolve as vértebras (os ligamentos), extravasando-se na direção de algum nervo (póstero-lateral) ou da medula (posterior), os mais graves. O deslocamento do material do disco intervertebral na coluna cervical é menos comum que na região lombar. Se a pequena saliência da protusão causa dor localizada na região acometida. Se há grande protusão herniosa pode comprimir o nervo que sai do canal medular naquele nível (prolapso lateral).

OSTEOARTROSE - "BICO DE PAPAGAIO"

Os discos intervertebrais degeneram em certo grau, na maioria dos indivíduos, em torno da sexta ou sétima décadas da vida. Isto resulta num estreitamento dos discos intervertebrais, especialmente nos mais móveis (como e o caso das cervicais e lombares), e na formação de osteófitos, também conhecido como "bicos de papagaio" nas margens das vértebras adjacentes (acima e abaixo da vértebra em questão).
Existem 'bicos' anteriores e osteofitos posteriores que se protraem em direção central, estreitando o canal medular, gerando dormência, dor do tipo espasmo muscular, diminuição de sensibilidade e força e até mesmo a ausência total destas, na região abaixo da compressão, ou lateralmente para comprimir as raízes espinhais nos canais intervertebrais, gerando dormência, diminuição da sensibilidade e força ou até mesmo a ausência total, destas, no membro cuja raiz e responsável pela inervação.

terça-feira, junho 20, 2006

A nossa coluna vertebral


A coluna vertebral consiste em 24 vértebras individualizadas acompanhadas de cinco fusionadas, formando o sacro, e usualmente quatro fusuonadas formando o cóccix.
Em sua porção anterior existe um disco intervertebral entre os corpos vertebrais adjacentes, com exceção da primeira e segunda vértebras cervicais. Posteriormente, as articulações apofisárias são formadas pelas facetas nos processos articulares.

A coluna vertebral possui três funções:
- Suporta o homem em sua postura ereta;
- Permite o movimento e a deambulação;
- Protege a medula espinhal.

Vista de perfil, a coluna vertebral exibe cinco curvaturas na postura erta - duas em nível ccervical e as três restantes ocupando cada uma os níveis torácico, lombar e sacral. A forma destas curvaturas é variável e frequentemente alterada por distúrbios patológicos.

Posições que mais afetam a coluna vertebral.




Algumas posições afetam mais a coluna vertebral que outras, principalmente se associado ao carregamento de algum peso, seja ele leve ou pesado. Por isso, é importantante saber quais são as mais prejudiciais à coluna e como levantar e carregar peso. As figuras abaixo ilustram claramente as posições mais prejudiciais à coluna. A primeira figura mostra que a posição "de lado", é a que menos afeta coluna e que as posições com o tronco inclinado, pernas estendidas e peso nas mãos, configuram as posições que mais afetam a coluna.